Desculpe, esse blog já existe.

20/05/2009

Desculpe, mas eu faço poemas.

Filed under: Uncategorized — Fernando Saol @ 2:08 AM

Cada dia é uma pequena vida.

Ao acordar, nascemos.
Com esperança de mudar o mundo,
traçar outro rumo, largar o fumo.
E nos primeiros minutos de “vida”
não pensamos direito, tal qual
o mau humor do bebê a chorar.

Uma hora se passa e já estamos alertas.
Sair de casa é como o primeiro dia
de escola.
É mais legal ficar na cama, embaixo das
cobertas, mas o desafio é: o medo enfrentar.

Na metade da “vida” já surgem as inquietudes.
Escolher o almoço é tão difícil como a profissão
que levarei para minha vida inteira.
De barriga cheia, ficamos sonolentos.
É a faculdade que não acaba, é a ansiedade
em viver a “vida”.

A noite começa mostrando o que tem de melhor.
O calor já não existe, o sol se escondeu.
Encontrar os amigos na rua deve ser tão saboroso
como chegar em casa e “assistir” os filhos.

Hora de ir deitar, beijo em quem agente ama.
Ao colocar a cabeça no travesseiro a mente viaja,
o dia se inflama! Quem nunca pensou no dia que
teve antes de dormir?

É como aquele filme da vida, que passa antes
da gente morrer. Tão rápido quanto deve ser.

Dormir é matar mais um dia.
Morrer em mais dia.
Dormir é morrer.

Com uma única diferença.
Sei o que pode vir com a morte,
mas nunca desconfio o que vai acontecer
quando eu acordar no dia seguinte.

Cada dia é uma pequena vida.
Cada sono é um ensaio pra morte.

06/05/2009

Desculpe, mas a carência em mim existe.

Filed under: Uncategorized — Fernando Saol @ 12:54 AM

Adoro essa frase, me dá alento. rs

Adoro essa frase, me dá alento. rs

Postando, com apoio da minha amiga Raquel. Com exceção dela, “Ninguém lê essa porcaria”. rs

Viagens de ônibus me fazem pensar. Às vezes odeio andar de ônibus, principalmente se eu já conhecer o caminho, pois minha mente viaja. Viaja mesmo. Minha monografia surgiu numa viagem de ônibus. Minhas teses sobre o nada, também. Até a coragem pra dizer algo para alguém ou pra fazer alguma coisa vem daí.

Tem horas que eu preciso andar de ônibus. É a hora que eu tenho pra pensar sobre tudo. T-U-D-O-!

E em uma dessas viagens surgiu esse post do Desculpe: Como eu sou carente! rs

Em relação a tudo. Em relação ao meu time de futebol, carente de atitudes mais ousadas,  carente em relação à minha avó [como eu queria passar o dia todo sendo paparicado por ela, eheeheh] , carente em relação aos amigos. Poiseh. Não falo muito sobre isso [aliás, nunca] mas sou meio possessivo em relação a eles. Não deixo transparecer, pois sou carente até na hora de revelar minhas nóias, rs.

Um exemplo. Se estou com um amigo ou uma amiga conversando, e chega uma pessoa que é amiga de um amigo meu, mas que eu não considero [nem quero considerar, por muita da vezes] eu fico inquieto. Travo completamente. Monossilábico mesmo. Talvez por isso eu disperte a sensação de “coisa sem graça” em algumas pessoas. Mas não posso fazer nada, já tentei lutar muito contra isso, mas eu me sentia péssimo, por isso deixei pra lá.

Confesso que isso afeta a vida social. Mas não ligo pra vida social mesmo, rs. Aliás, meus amigos são todos diferentes de mim. Acreditem, é duro não ser o único a não beber, fumar, gostar de night. Talvez se eu fosse de alguma comunidade, seria fácil. Sei lá, uma igreja, alguma seita, ou mesmo gang, rs.

Mas não é que dá certo. Certamente, as diferenças não criam barreiras nem levantam muros. Mas não gosto de dividir atenção com quem não conheço/gosto/antipatizo. Tem gente que se dá bem, eu não.

Em relação a atitudes mais ousadas. Tahí. Não tem coisa que eu mais odeio em mim do que o fato de pensar muito antes de tomar uma atitude importante. Isso meio que me enfraquece. Eu não era assim, mas dizem que a maturidade quando chega, tem alguns desses sintomas, rs. Talvez por isso eu seja monossilábico na situação descrita acima. Mas só terei alguma teoria pra isso amanhã, quando eu pegar meu próximo ônibus.

Ai, essas malditas viagens de ônibus.

06/03/2009

Pago 100 por uma excomunhão…

Filed under: Uncategorized — Fernando Saol @ 3:41 PM
Tags:

Esse caso do ridículo Arcebispo de Olinda e Recife que excomungou os envolvidos num aborto legal, em uma criança de 9 anos, me deixa enojado. Reforça ainda mais minha ojeriza aos líderes religiosos, sejam católicos, protestantes, mulçumanos, ortodoxos… Não tenho religião, mas sigo uma religiosidade. Que é só minha, que construi ao longo da vida. Tenho devoção por santos católicos, por orixás, por cablocos. Mas não sigo nenhuma doutrina. Respeito as religiões, não seus líderes. Fui batizado, meu pai não. E como invejo meu pai.

sem-titulo-14

Curiosamente, sou louco por Igrejas Católicas. Acho a arquitetura delas fantástica, sempre entro nas igrejas que vejo. E claro, tiro fotos. Engraçado que entro e não rezo, sento e não peço, vejo o padre e a benção, dispenso.

Se eu tivesse na pele do “santo” médico que salvou essa menina de uma desgraça, não me faria de rogado: Mandaria o Arcebispo se fuder. E isso eles fazem bem, sejam com o coroinhas, sejam que as crianças fiéis. Esses são excomungados? Não, são acobertados. A maior indústria indenizatória no mundo é a Igreja. Paga milhões a fiéis violentados em troca de graça. A Igreja Católica que tem no papa uma imagem maldita, parece que nunca evoluirá. Igreja de Trevas.

> Condenam a homossexualidade [“Condenar” já institui crime]

> Abominam o aborto [em casos como dessa menina, sou totalmente favorável a interrupição da gravidez]

> Negam a importância da ciência [Nem tenho força pra comentar]

> Postura retrógrada quando aos métodos anticoncepcionais [Parece que são contra as mulheres]

Um total “des-serviço” à humanidade. Coitado do povo de Deus.

05/03/2009

Valores Modificados

Filed under: Uncategorized — Fernando Saol @ 7:12 PM
Tags:

Meu irmão e minha cunhada foram assaltados nessa semana no Méier, bairro que cada dia fica mais perigoso. Levaram documentos, celulares e a chave do carro [?], mas o carro não. Nessa semana também, foi noticiado o assalto onde um casal foi atirado da Av. Niemayer, que fica entre a rocha e o mar. Nesse episódio, o carro foi levado junto com os pertences, mas o que marcou foi a crueldade. Hoje, fico feliz de ver que meu irmão e a namorada nada sofreram. Os bandidos do episódio na Zona Sul voltaram para a sua favela, onde foram repreendidos pelo alto clero da bandidagem. “Injúria sim, atentado à vida não”. Com certeza a presença daqueles 4 bandidos prejudicaria o comércio de drogas na Rocinha, afastaria os clientes do asfalto classe média alta, muito por causa da presença da polícia na caçada aos imorais assaltantes…

debutart_cath-riley_3533

Acho surpreendente essa ética bandida. São mais justos que muitos cidadãos decentes. Vemos que o Estado tenta, mas não consegue cumprir seu papel, até o de captura [que seria da polícia]. Um caso solucionado pelos cabeças do movimento marginal. Crime organizado, com estatuto e a máxima do lucro do capital. Genial.

Os bandidos que roubaram meu irmão e minha cunhada estão soltos e neste momento devem estar fazendo mais vítimas. “Provavelmente estão no Jacarezinho”, afirmou o delegado. É, mais uma surpresa: lá, a polícia não entra.

E me surpreendo comigo, em exaltar essa atitude da liderança do tráfico. Definitivamente, os valores foram modificados.

03/03/2009

Inconstâncias

Filed under: Uncategorized — Fernando Saol @ 10:13 PM
Tags:

Muito me pergunto porque não consigo dar continuidade a um projeto que tanto me enche o tempo. Ler blogs dos outros é atividade que gosto muito, gosto de saber das opiniões, as visões diferentes da minha, enfim, as particularidades impressas em cada parágrafo. Deve ser por isso que nunca consigo postar mais de 3 vezes num blog meu. Eu já sei a minha visão, já tenho minha opinião concretada e não acho que seja interessante para os outros me ler. Errado ou não, vou investir no Desculpe. Exercitar minha escrita, minha análise. O nome do blog já diz tudo.

Não levar todos os 7 blogs que já fiz para frente prova uma teoria da física, a Constante. Algumas coisas nunca mudam, são as constantes da natureza, segundo os físicos. Espero provar que essa teoria pra mim não cabe, sou inconstante na vida, porque seria constante nos blogs?

Todos os nomes legais para blogs já foram registrados. E toda tentativa minha aparecia esse aviso “Desculpe, esse blog já existe”. Pronto, agora existe mesmo e me desculpe, esse blog vai pra frente.

O primeiro strike agente nunca esquece

Filed under: Uncategorized — Fernando Saol @ 11:46 AM

Feito no dia 26 de fevereiro de 2009!

02/03/2009

Assim espero.

Filed under: Uncategorized — Fernando Saol @ 3:43 PM

sem-titulo-12

Espero realmente que este blog vá pra frente.

Hello world!

Filed under: Uncategorized — Fernando Saol @ 7:23 AM

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.